Fraudes Jornalísticas

Do Instituto Gutenbert:

Dois episódios colocaram novamente em cartaz o uso abusivo do “off the record” e a fabricação de declarações na imprensa americana. A mania de citar fontes não identificadas, abrindo aspas para fantasmas anônimos que o público não sabe se é alguém real ou a imaginação do redator, entrou em colapso em duas veneráveis redações. Na revista The New Republic, tradicional publicação de Washington, o editor-associado Stephen Glass foi flagrado inventando fontes para reportagens sobre piratas de computador, os “hackers”, com a mesma desenvoltura com que o escritor Isaac Azimov cria computadores para romances. No jornal Boston Globe, que pertence ao grupo do New York Times, a colunista Patricia Smith trocou os fatos pela ficção numa série de artigos publicados em abril e maio.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s