Jornais a perigo

Morrendo?

Morrendo?

Segundo o USA Today, o jornal diário impresso, uma indústria de 170 anos, está ameaçado de desaparecer. Jornais tradicionais como o Seattle Post-Intelligencer, 146 anos, passaram a oferecer apenas a versão online. O Tucson Citizen, de 140 anos, deve ser fechado. Alguns prevêem que metade dos 1.400 jornais diários americanos podem fechar no futuro próximo.

Alguns analistas são otimistas e percebem o fenômeno como uma mudança necessária da indústria para se adaptar aos tempos online. Outros acham que blogs e sites que fornecem informações gratuitas não terão fôlego para fazer uma cobertura satisfatória do cotidiano do país ou pagar por reportagens mais profundas, aquelas que diferenciam os grandes veículos impressos.

Entre os otimistas está Steven Johnson, que prevê uma transição difícil mas não impossível para a velha mídia. Para ela, ele enxerga oportunidades em dois campos. O primeiro é  filtrar para o leitor a avalanche de notícias que a internet proporciona. O outro é se concentrar nas notícias locais.

Outros, acreditam que a internet vai polarizar as opiniões através de um fenômeno apelidado de ‘Daily Me’, a tendência de escolher notícias e comentaristas que reforçam nossa visão do mundo. Se for assim, a morte dos grandes jornais levará a um aumento de intolerância e a um antagonismo maior de ideologias. Tomara que não, e que o nos reserve um modelo de noticiário que respeite o contraditório e os fatos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s